PROJETO SOCIAL SANTA MONICA PARA TODOS

PROJETO SOCIAL SANTA MONICA PARA TODOS
PROJETO SOCIAL

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

MPF pede 386 anos de prisão para Cunha e 78 para Henrique Eduardo Alves

Multa pelos seus crimes chega ao valor de R$ 13,7 milhões

Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil




O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça Federal do Distrito Federal (JFDF) que o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seja condenado a 386 anos de prisão, além de multa no valor de R$ 13,7 milhões pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e prevaricação, no âmbito da Operação Sépsis.
O pedido foi feito nas alegações finais assinadas pelos procuradores Anselmo Cordeiro Lopes e Sara Moreira Leite, que integram a força-tarefa da Operação Greenfield. Eles querem também que o ex-ministro de Estado e ex-deputado Henrique Eduardo Alves seja condenado a 78 anos de prisão, além de multa de R$ 3,2 milhões, pelos mesmos crimes.
Curta nossa página no Facebook!
“Igualmente é essencial para a definição das penas de Henrique Alves e Eduardo Cunha a constatação de serem estes criminosos em série (criminal serial), fazendo da política e da vida pública um caminho para a vida delituosa. De fato, restou demonstrado no curso da ação penal que Cunha e Alves possuem personalidades voltadas para o crime, para a corrupção em seu sentido mais amplo”, escreveram os procuradores.
Neste processo, os dois ex-deputados foram acusados de receber propina da empresa Carioca Engenharia em contratos do projeto Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, financiados pelo Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS). Ambos já se encontram presos preventivamente em decorrência de outros casos.
A liberação das operações de financiamento teria sido influenciada por Fábio Cleto, ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Econômica Federal, que foi indicado ao cargo pelo PMDB e possuía ingerência sobre os recursos do FI-FGTS.
Entre as provas apresentadas estão planilhas mantidas por Lúcio Funaro, ex-operador financeiro do PMDB que assinou acordo de delação premiada, além de mensagens de celular e comprovantes de movimentações financeiras. As propinas teriam sido recebidas em espécie e por meio de depósitos em contas no exterior.
O esquema também foi delatado pelos empresários Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior, donos da Carioca Engenharia. Mesmo também tendo confessado o esquema, Funaro e Cleto devem ser condenados a 32 anos de prisão cada, pediu o MPF. Alexandre Margotto, ex-funcionário de Funaro, foi alvo de um pedido de prisão de 10 anos e 8 meses.
A apresentação das alegações finais do MPF é a última etapa processual da ação penal, após a qual o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, deve proferir as sentenças no caso.
Por meio de nota, a defesa de Cunha disse que as alegações finais do MPF no caso não passam de “ficção científica”, não havendo provas contra o ex-deputado, somente depoimentos em delações premiadas. A Agência Brasil ainda não conseguiu contato com as defesas dos demais acusados.
 Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Por Previdência, Temer monta agenda de reuniões com pastores evangélicos

michel temer foto alan santos
Michel Temer. (Foto: Alan Santos)



Para tentar arrefecer a pressão sobre a base aliada, o presidente Michel Temer montou uma agenda de encontros com pastores evangélicos para pedir apoio à reforma da Previdência.
Os encontros estão sendo marcados pelo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, e têm como objetivo diminuir a insatisfação das mudanças na aposentadoria nos redutos eleitorais dos parlamentares governistas.
Ao todo, o Palácio do Planalto calcula que cerca de cem deputados aliados estão indecisos justamente pelo receio do impacto da reforma previdenciária sobre seus possíveis eleitores.
A ofensiva teve início nesta segunda-feira (15), quando o presidente recebeu no gabinete presidencial o fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, apóstolo Valdemiro Santiago.
Na reunião, o presidente recebeu a bênção do apóstolo, explicou as mudanças na reforma previdenciária e pediu o apoio público dele às alterações nas aposentadorias.
Para as próximas duas semanas, serão convidados para reuniões reservadas com o presidente os pastores Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus Brás, Silas Malafaia, do Ministério Vitória em Cristo, e Samuel Câmara, da Assembleia de Deus em Belém.
O foco nos líderes evangélicos deve-se à capilaridade das denominações neopentecostais sobre a população de baixa renda, que, segundo análise interna do governo, concentra a maior parte da resistência às mudanças na aposentadoria.
Além de disso, boa parte dos líderes evangélicos já declararam apoio à reforma previdenciária, o que facilita uma abordagem pessoal do presidente.
O Palácio do Planalto também tem tentado uma ofensiva sobre padres católicos, mas tem enfrentado dificuldades. No ano passado, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) se posicionou contrária ás mudanças.
Além dos pastores evangélicos, o presidente fará uma ofensiva nesta semana em programas de televisão. Ele dará entrevistas aos apresentadores Carlos Massa e Silvio Santos, do SBT, e Amaury Júnior, da Bandeirantes. (Folhapress)
Diário de Goiás

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

RECORDE ABSOLUTO--- ELEIÇÃO TERÁ RECORDE DE CANDIDATOS DESDE 1989

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL PODE SER A MAIOR EM Nº DE POSTULANTES




A eleição presidencial de 2018 deve bater o recorde de 1989, no número de candidatos a presidente da República. Até agora já são 18 os pré-candidatos ao Planalto, incluindo nomes que se deixaram “lançar”, como o ex-presidente Lula (PT), o deputado Jair Bolsonaro (PSC), e outros como o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa, deputado Rodrigo Maia (DEM) e até do presidente Michel Temer (MDB), que negam candidaturas. Em 1990 foram 20 candidatos. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Marina Silva (Rede), Álvaro Dias (Podemos), Geraldo Alckmin (PSDB) se preparam discretamente, mas são considerados candidatos oficiais.
Também estão em campanha Ciro Gomes (PDT), Rui Pimenta (PCO), Cristovam Buarque (PPS), Manuela Dávila (PCdoB) e Zé Maria(PSTU).
O ministro Henrique Meirelles (PSD), o ex-presidente do BNDES Paulo Rabello de Castro (PSC) e João Amoedo (Novo) ensaiam candidaturas.

Os pré-candidatos do Democratas (ex-PFL) devem ser candidatos aos governos de seus estados: Ronaldo Caiado (GO) e Rodrigo Maia (RJ).

Fonte: Diário do Poder

JUSTIÇA COMANDO DO PODER JUDICIÁRIO MUDA DE MÃOS EM SETEMBRO

TOFFOLI PRESIDIRÁ O STF, NORONHA O STJ E MARTINS SERÁ CORREGEDOR


TOFFOLI CHEGA AO COMANDO DO STF AOS 50 ANOS, NORONHA TERÁ A LIDERANÇA DE FATO E DE DIREITO NO STJ E MARTINS A CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA.


O comando do Judiciário mudará de mãos em setembro, com a posse do paulista Dias Toffoli na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). E um grande amigo dele, ministro João Otavio de Noronha, assumirá a presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ). E, este ano, passará a chefiar a corregedoria nacional de justiça do Conselho Nacional de Justiça o alagoano Humberto Martins, ministro do STJ. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Toffoli foi recebido com certa reserva, ao ser nomeado em 2009, mas conquistou o respeito do STF e aos 50 anos chegará à sua presidência.
Além de ser um dos ministros mais admirados, João Otavio de Noronha também construiu sólida liderança no STJ, que finalmente vai presidir.
O ministro Humberto Martins, próximo corregedor nacional de Justiça, é um mestre do relacionamento, mas também é austero nas decisões.


Fonte:Diário do Poder

Contra o Tempo--- Base aliada trabalha no recesso para tentar viabilizar reforma da Previdência

Rebaixamento da nota de investimento do Brasil deu mais um argumento aos aliados de Temer
Ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun | Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil
As articulações em torno da reforma da Previdência devem se intensificar nos próximos dias à medida que alguns líderes partidários estão voltando do período de férias e se aproxima a data da votação da matéria no plenário da Câmara.
Favoráveis à matéria correm contra o tempo para convencer indecisos e ganharam mais um argumento na última semana: a notícia do rebaixamento da nota de investimento do Brasil.
Com o recesso do Congresso Nacional até fevereiro, quando está previsto o início do debate da reforma no plenário da Câmara, muitos parlamentares estão se movimentando em seus Estados para angariar os votos necessários para aprovar a proposta.
A estratégia envolve encontro com governadores, prefeitos e outras autoridades locais com o objetivo de aproximar o debate da reforma das bases eleitorais dos deputados.
Em Brasília, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB-MS), tem se reunido desde o início do ano com vários parlamentares para definir as próximas estratégias de articulação em busca dos votos para aprovar a reforma. Responsável pela articulação política do governo, o emedebista disse à Agência Brasil que a reforma da Previdência “está em todos os diálogos” da agenda da equipe de governo e o clima em torno da reforma tem melhorado e se tornado mais “favorável”.
Por se tratar de uma emenda constitucional, são necessários pelo menos 308 votos favoráveis entre os 513 deputados para ser aprovada, em dois turnos. Desde o fim do ano passado, os principais articuladores da base governista tem evitado comentar o número atual de votos já conquistados em prol das mudanças na Previdência.
Segundo líderes governistas, a contabilidade dos votos deve ser fechada com mais precisão no início de fevereiro, quando as lideranças já estarão em contato mais direto com as bancadas.
No entanto, levantamentos independentes de jornais como “Folha de S. Paulo” e “Estadão” indicam que o governo Temer está longe de conseguir o mínimo necessário para que o texto siga para o Senado.
Em Goiás, por exemplo, a maior parte da bancada de 17 deputados já se declarou contrária à reforma posta.
Grau de investimento
Na visão dos líderes governistas, a redução da nota de crédito do Brasil por uma agência internacional de classificação de risco gerou um “impacto preliminar” na motivação dos parlamentares.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acredita que a avaliação negativa do país pode contribuir para convencer os parlamentares. Já para o ministro Marun, a notícia ajuda na conscientização da sociedade e consequentemente dos parlamentares.
“A consciência de que nós temos que reformar a Previdência já é consolidada. Claro que eu vejo a notícia do rebaixamento como ruim, porque não deixa de corroborar o que nós estamos afirmando: que o Brasil precisa reformar sua Previdência pra ter a perspectiva de um futuro de menos incerteza e de mínima prosperidade”, disse.
Para depois
Deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal, vai viajar| Foto: Agência Câmara
Apesar da ansiedade aliada, o próprio ministro reconhece que esta semana ainda não deve ter nenhuma grande reunião em Brasília sobre o assunto, pois ele e outros articuladores, como Maia, estarão fora da capital.
Marun foi convidado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) para participar de um evento na terça-feira (16), na capital paulista, para falar sobre a situação macroeconômica do Brasil. O evento é organizado por um grupo de profissionais favoráveis às mudanças na legislação previdenciária e deve contar com a participação de vários líderes governistas.
Rodrigo Maia embarcou neste sábado (13) para os Estados Unidos, onde tem extensa agenda marcada com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterrez, empresários e parlamentares norte-americanos. Maia viajou com outros quatro deputados e voltará para o Brasil na sexta-feira (19). (As informações são da Agência Brasil)

Jornal Opção

domingo, 14 de janeiro de 2018

Anote Reforma do secretariado estadual mexerá com “vacas sagradas”

Senadora Lúcia Vânia sacramenta acordo com a base aliada governista | Foto: Fernando Leite
Anote aí: a reforma do secretariado estadual, prevista para o final deste mês e costurada em comum acordo pelo governador de Goiás, Marconi Perillo, e o vice José Eliton, será bem mais ampla do que se projetava inicialmente. A mexida vai dar uma forte sacudida no governo, cuja equipe vive um momento de letargia e de falta de criatividade. Muitas “vacas sagradas” devem ser sacrificadas, causando até surpresas.
E uma mexida importante no secretariado foi sacramentada na semana que passou. A indicação do futuro titular da estratégica Secretaria de Cidadania e Ação Social ficará a cargo da senadora Lúcia Vânia, presidente do PSB goiano, e seu grupo, que compreende também o PPS, presidido por seu sobrinho Marcos Abrão, deputado federal. Foi fechado acordo com o governador Marconi Perillo e o vice José Eliton e a senadora deve indicar Murilo Mendonça Barra, confirmando a aliança com vistas à eleição de outubro, para desespero do senador Ronaldo Caiado, do DEM, que tem imensas dificuldades para formar chapa majoritária e sonhava em ter a petebista ao seu lado.

Fonte:Jornal Opção

Cota Em Goiás, grandes partidos têm baixa presença de mulher em cargos de decisão

TSE deve decidir se cota de 30% valerá também para diretórios e executiva das legendas
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem até o dia 5 de março para publicação definitiva de normas como a participação feminina nas direções partidárias. De acordo com o texto, questiona-se se a previsão de reserva de vagas para candidaturas proporcionais deve ser levada em conta também para a composição das comissões executivas e diretórios nacionais, estaduais e municipais dos partidos políticos.
Caso o entendimento mude, diversos partidos terão que se desdobrar para conseguir atender à chamada “cota feminina” — já em vigor para chapas de vereadores e deputados nas eleições –, pois passará a ser obrigatória a composição de 30% tanto dos diretórios quanto das executivas de mulheres.
O Jornal Opção analisou a proporção nos principais partidos em Goiás (veja tabela abaixo) para averiguar quais deles atenderiam ao novo entendimento do TSE. Apenas o Partido dos Trabalhadores não precisaria de adequação: tanto na comissão executiva quanto no diretório estadual em Goiás, 50%  dos integrantes são do sexo feminino.
Por outro lado, o Partido Social Democrático (PSD) é o que tem a menor participação feminina: não há nenhuma mulher na executiva e apenas 5,12% do diretório estadual não é composto por homens.
De acordo com a consulta da senadora Lídice da Mata (CTA 060381639) que está sob a relatoria da ministra Rosa Weber, se o julgamento for positivo, serão indeferidos pela Justiça Eleitoral os pedidos de anotação dos órgãos de direção partidária que não tenham observado os percentuais previstos.
Além da cota feminina, outras consultas ainda estão em aberto, como o uso do fundo partidário em campanha e cotas para transgêneros. O Plenário retomará as atividades no dia 1º de fevereiro e deve decidir sobre as eleições durante todo o próximo mês.
Jornal Opção analisou os principais partidos do Estado. Confira:
Partido% de mulheres na comissão executiva% de mulheres no diretório estadual
PT50%50%
PSB35,71%20,62%
PSDB33%8,3%
MDB0%10%
PSD0%5,12%




Fonte: Jornal Opção

TSE adia licitação de urnas e impressoras

AGÊNCIA ESTADO 

TSE adia licitação de urnas e impressoras
Foto: José Cruz/Agência Brasil
O pregão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a compra de urnas e impressoras para as eleições deste ano foi suspenso na sexta-feira, 12. Uma das empresas solicitou renegociar o valor final e o pregoeiro permitiu, de forma que o leilão será retomado na segunda-feira, às 13 horas.
Pela manhã, houve protesto em frente ao tribunal contra a licitação.
Os manifestantes dizem que a impressão do voto “é obrigação legal, não uma concessão do TSE”.
Em nota, o tribunal disse que “respeita toda e qualquer manifestação”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Estadao Conteudo

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Aleandra Sousa fala sobre o papel do Cras e sua atuação em Águas Lindas






Durante reunião com coordenadores e servidores dos Centros de Referências de Assistência Social (Cras) de Águas Lindas de Goiás, a secretária de Assistência Social e Cidadania e presidente da Coegemas, Aleandra Sousa, falou com as equipes sobre a importância em desenvolver as ações com empenho oferecendo o melhor atendimento à comunidade. O encontro marcou o início das atividades das unidades Cras para o ano de 2018.
Na reunião Aleandra destacou a importância desses órgãos para o acompanhamento da situação social das famílias na comunidade. “Essas pessoas são acompanhadas em seu cotidiano, inclusive os beneficiários dos programas de transferência de renda, como Bolsa Família. Além disso, idosos, crianças, jovens, mamães e futuras mamães recebem uma atenção especial, por meio de vários cursos e oficinas que qualificam os participantes a ingressarem no mercado de trabalho”, destaca Aleandra.
Os Centros de Referência de Águas Lindas têm proporcionado mudanças efetivas na condição de vida dos moradores. As equipes atendem permanentemente às famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social, garantindo-lhes a cidadania.
Com o empenho da Prefeitura de Águas Lindas a Secretaria de Assistência Social realiza milhares de atendimentos por meio dos programas sociais do governo municipal. Em cumprimento das medidas, as equipes acompanham diariamente vítimas de violência sexual, violência doméstica, pessoas em situação de abandono e adolescentes.
Aleandra diz ainda que os projetos e programas sociais executados pele prefeitura têm contribuído efetivamente para a melhoria da qualidade de vida da comunidade águas lindense e destaca as ações realizadas pelo Centro de Convivência do Idoso (CCI). “O centro vem contribuindo para um processo de envelhecimento ativo, saudável e autônomo, promovendo uma convivência familiar e comunitária. Atende aos idosos, que participam diariamente de encontros com acompanhamento de médicos, monitores e técnicos em enfermagem”, enfatiza.
Por meio de uma parceria entre a Secretaria de Assistência Social e a Secretaria de Educação os idosos do CCI participam de cursos de informática na Biblioteca Municipal Cora Coralina, o curso visa levar a inclusão digital aos idosos atendidos pelo programa.
A Secretaria de Assistência Social conta com três Centros de Referência de Assistência Social localizados no Jardim Barragem II, no Centro de Artes e Esportes Unificados no Setor 11 e no Jardim Águas Lindas II. As unidades atendem a mais de 100 mil famílias.
Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura
Foto: ASCOM

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

EUA pedem que americanos evitem quatro cidades do DF devido à violência

Segundo o Departamento de Estado do país, os crimes em Ceilândia, Santa Maria, São Sebastião e Paranoá são comuns principalmente à noite

Ed Alves/CB/D.A Press
A recomendação, principalmente entre às 18h e 6h





O Departamento de Estado dos Estados Unidos da América divulgou, nessa quarta-feira (10/1), um novo alerta de viagens que coloca quatro cidades do Distrito Federal no nível 2 de risco, que exige maior cautela dos viajantes norte-americanos ao Brasil por conta da criminalidade. Segundo o órgão americano, as cidades de Ceilândia, Santa Maria, São Sebastião e Paranoá devem ser evitadas durante à noite.

recomendação, principalmente entre 18h e 6h, se dá devido à “crimes violentos, como assassinatos e assaltos à mão armada, que são comuns em áreas urbanas, de dia e de noite”. O alerta ainda ressalta que as atividades do crime organizado são generalizadas no país.

A escala de alerta americana varia de 1 a 4, e o Brasil está na mesma categoria de países europeus como Espanha, França, Alemanha, Reino Unido, Dinamarca e Bélgica, por causa da possibilidade de ataques terroristas nesses países.

Entre as dicas de segurança estão o cuidado ao caminhar ou dirigir à noite, não exibir sinais de riqueza, como o uso de relógios caros ou jóias. Outra orientação do departamento é a de que os estrangeiros no país não reajam a assaltos e evitem pedir ajuda a desconhecidos. Outro item de segurança apontado é o cuidado ao usar o transporte público, especialmente à noite.

A determinação do Departamento de Estado dos Estados Unidos irritou o Governo do Distrito Federal. O GDF emitiu nota de repúdio à recomendação do governo norte-americano na tarde desta quinta-feira (11/1), em que declarou que a segurança nas quatro cidades está "dentro da normalidade".

Outros locais de risco


A recomendação ainda diz para evitar áreas dentro de 150km das fronteiras terrestres internacionais com a Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Guiana, Suriname, Guiana Francesa e o Paraguai. Ainda é recomendado que os turistas evitem frequentar favelas, porque nestes ambientes "nem as empresas de turismo nem a polícia podem garantir a segurança". O documento ainda faz uma menção quanto à praia de Pina, em Boa Viagem, no Recife, local também considerado inseguro. 

Procurada pela reportagem, a Embaixada dos Estados Unidos respondeu, em nota, que os novos alertas de viagens "não representam uma alteração substancial" a avisos anteriormentes repassados aos cidadãos norte-americanos que vinham ao Brasil. Além disso, a representação informou que o Departamento de Estado dos EUA considerou "muitos fatores para determinar o nível de aviso de viagem para cada país", "incluindo estatísticas da criminalidade e outras informações disponíveis publicamente".

Confira a nota da Embaixada dos Estados Unidos na íntegra:

"O Departamento de Estado recentemente simplificou seu sistema de mensagens consulares em todo o mundo para emitir um aviso de viagem para cada país. Eles trazem  informações de viagem já existentes anteriormente em avisos, alertas e mensagens de emergência e segurança. Eles foram convertidos numa padronização mundial de informações. O novo aviso não representa uma alteração substancial à informação anterior publicada para os cidadãos americanos que visitam o Brasil.

Consideramos muitos fatores para determinar o nível de aviso de viagem para cada país. A informação utilizada para formular avisos de viagem é coletada de várias fontes, incluindo estatísticas da criminalidade e outras informações disponíveis publicamente.

Mais informações sobre os avisos de viagem, visite o site: https://travel.state.gov/content/travel.html"

* Estagiário sob supervisão de Jacqueline Saraiva 

Fonte: Correio Braziliense

SEM REAJUSTE ORÇAMENTO DE 2018 NÃO PREVÊ CORREÇÃO DA TABELA DO IR, INFORMA RECEITA

A FAIXA DE ISENÇÃO CONTINUARÁ EM VIGOR APENAS PARA QUEM RECEBE ATÉ R$ 1.903,98




A RECEITA INFORMOU QUE NÃO COMENTARÁ OS CÁLCULOS DO SINDIFISCO NACIONAL
PUBLICIDADE
Sem correção há três anos, a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) passará mais um ano sem reajuste, informou hoje (11) a Receita Federal. Para este ano, a faixa de isenção continuará em vigor apenas para quem recebe até R$ 1.903,98.
De acordo com cálculos do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Nacional (Sindifisco Nacional), a defasagem acumulada da tabela do Imposto de Renda entre 1996 e 2017 chega a 88,4%, se a correção pela inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) tivesse sido aplicada todos os anos.
De acordo com o Sindifisco Nacional, se toda a defasagem tivesse sido reposta, a faixa de isenção para o Imposto de Renda seria aplicada para quem ganha até R$ 3.556,56. O desconto
por dependente subiria de R$ 2.275,08 para R$ 4.286,28 por ano. O valor deduzido com gastos de educação chegaria a R$ 6.709,90, contra R$ 3.561,50 atualmente.
Em nota, o Sindifisco Nacional informou que a defasagem de quase 90% da tabela do Imposto de Renda achata a renda do trabalhador. “Se a faixa de isenção atual chega aos contribuintes que ganham até R$ 1.903,98, corrigida, livraria todo assalariado que ganha até R$ 3.556,56 de reter imposto na fonte. Representa dizer que essa diferença de R$ 1.652,58 pune as camadas de mais baixa renda. Importante lembrar que a tabela do IRPF não é reajustada desde 2016 [ano-base 2015]”, destacou a entidade.
Para a entidade, o achatamento só não foi maior porque o IPCA de 2017 ficou em 2,95%, um dos valores mais baixos em 20 anos.

A Receita informou que não comentará os cálculos do Sindifisco Nacional.(ABr)




Prefeitura de Águas Lindas já está recebendo novos pedidos de equipamento para pessoas com deficiência



Dando continuidade na parceria estabelecida entre a Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás e o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (CRER) localizado em Goiânia, a Secretaria Municipal de Saúde por meio do Departamento de Atenção a Pessoa com Deficiência está recebendo a documentação dos pacientes que necessitem de cadeiras de rodas, cadeiras de banhos, muletas entre outros equipamentos.
O prefeito Hildo do Candango informou que a parceria com uma instituição CRER, possibilita um atendimento de alta qualidade para os pacientes do município, “temos trabalhado para garantir atendimento de excelência e qualidade de vida aos nossos cidadãos. Nos últimos meses atendemos mais de 200 pacientes que apresentaram melhora em seu quadro” , disse Hildo do Candango.
O secretario de saúde Eduardo Rangel informou que os pacientes que necessitam do trabalho receberão todas as informações necessárias através do departamento responsável. “O paciente deve procurar a regulação que está localizada no setor Vivendas Paraiso as margens da BR-070 munidos de todos os documentos pessoais, o laudo médico indicando a patologia do paciente e comprovante de endereço atualizado. A equipe fará o agendamento das consultas e na data marcada a secretaria fará o transporte até o CRER para aferição das medidas, pois todas as cadeiras são montadas de acordo com a necessidade de cada paciente”, disse Eduardo.
Saiba Mais
O CRER é um complexo hospitalar que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É reconhecido pelo Ministério da Saúde como Centro Especializado em Reabilitação (CER) IV, pela atuação na reabilitação das pessoas com deficiência física, auditiva, visual e intelectual. É o primeiro hospital público do Centro-Oeste com o certificado de Acreditado com Excelência – Nível 3 da Organização Nacional de Acreditação (ONA).
Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura
Fotos: ASCOM


Inovação ---Assembleia começa a cortar ponto de deputados faltosos em 2018

Medida, aprovada em plenário no ano passado, passa a valer com a volta dos trabalhos


Presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, José Vitti | Foto: Ruber Couto


Por Alexandre Parrode

O presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), tomou uma atitude de inédita na Casa ao adotar o ponto biométrico para o registro de presença dos deputados. Com isso, haverá corte de salário aos que não comparecerem às sessões ordinárias.
As medidas de controle de presença dos deputados foram aprovadas no plenário durante o esforço concentrado do final do ano e entram em vigor 2018, com a volta dos trabalhos no Legislativo goiano.
Vitti afirma que relutou em tomar a decisão porque não foi eleito para ser “bedel de deputado”, mas ressalta que o corte do ponto, apesar de constrangedor, mostra-se necessário para garantir quórum e a tramitação dos projetos.
Presidente da Comissão de Constituição de Justiça e Redação, o deputado Álvaro Guimarães (PR) respalda a mudança. “Sou a favor. Os deputados devem cumprir com suas obrigações e as principais delas são a presença no plenário e nas comissões”, disse.
Líder da oposição, o deputado José Nelto (MDB) afirmou que os gazeteiros são motivo de vergonha para Casa e manifestou apoio integral à adoção da biometria e do corte do ponto dos faltosos.

O deputado Santana Gomes (PSL) também manifestou apoio à decisão de Vitti: “Deputado tem, sim, que dar assistência às suas bases, mas tem também que votar as matérias. Não adianta falar na minha base que eu sou deputado se não estou na Assembleia para tratar dos projetos”.

Fonte:Jornal Opção